by Computerworld
Hits: 981

Cisco transporta 1,4 Petabyte

As redes da Cisco trafegaram um total de 1,4 petabyte durante os 17 dias da Rio 2016. O volume registrado equivale a 53 anos de streaming de vídeo em HD e foi cinco vezes maior que o total transportado nas infraestruturas das operadoras móveis nos locais de competição durante os Jogos Olímpicos (255 TB).

Além disso, entre 5 e 21 de agosto, 147.972 dispositivos únicos se conectaram à rede destinada à imprensa, agências de mídia, atletas, colaboradores, organização, comitês olímpicos e federações. Do total de aparelhos únicos autenticados, quase a totalidade (92% ou 136.034) se conectou através dos 3.536 pontos de acesso Wi-Fi, com os 8% dos dispositivos restantes usando uma conexão cabeada.

Além disso, de acordo com a fornecedora, o tráfego de Internet nos Jogos foi de 492 terabytes e a utilização atingiu um pico de 5,4 Gbps. Durante o evento, a plataforma de segurança fornecida pela Cisco detectou mais de 4,2 milhões de eventos de segurança e bloqueou 731 mil tentativas de ataques de negação de serviços (DoS - Denial of Service), sem que houvesse qualquer impacto a operação.

Na proteção de todos sites públicos oficiais e aplicativos móveis da Rio 2016, as soluções de proteção detectaram 40 milhões de eventos, bloquearam 23 milhões de tentativas e mitigaram 223 ataques Distributed Denial of Service (DDoS). A rede projetada pela Cisco para suportar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro contemplou 8,1 mil produtos e mais de 60 toneladas de equipamentos.

A infraestrutura conectou 37 instalações de competição e mais de 100 instalações de apoio. Foram necessárias 34 mil horas de engenharia para o planejamento, projeto e apoio à implementação do ambiente de conectividade e data centers da Rio 2016, e 27 engenheiros envolvidos em 54 projetos realizados ao longo de 900 dias.